14 março 2018

CARNAVALIZANDO: Milícias avançam, criam franquias e impõem estado paralelo


As milícias estão, atualmente, em 11 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. As áreas de influência desses grupos criminosos somam 348 km², o equivalente a um quarto do tamanho da capital. É um conjunto de territórios em que vivem 2 milhões de pessoas que, no dia a dia, são coagidas a usar o transporte, o botijão de gás; a pagar por segurança e pelo sinal de TV; além de consumir água e os alimentos da cesta básica dessas quadrilhas. A partir desta quarta-feira (14), o G1 publica a série Franquia do Crime, que por meio de análise de inquéritos, denúncias e processos, além de entrevistas com autoridades e moradores de comunidades, vai mostrar o crescimento dessas quadrilhas na Região Metropolitana do RJ. O avanço acontece principalmente na Zona Oeste do Rio, Baixada Fluminense e no município de Itaguaí, a 69 quilômetros da capital, sempre no rastro das lacunas deixadas pelo poder público, que não oferece serviços básicos como transporte e segurança nas regiões isoladas dos municípios. Para se estabelecer em novas regiões, os criminosos contam com o apoio de grupos anteriores formados na cidade do Rio.
(G1)

Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário