18 agosto 2017

DIREÇÃO PARTIDÁRIA: 'Não me arrependo de nada', diz Tasso sobre propaganda do PSDB

Em agenda nesta sexta (18) com o prefeito de São Paulo, João Doria, o presidente do PSDB, Tasso Jereissati, disse não se arrepender do conteúdo da propaganda do partido, exibida na quinta (17) na TV, e que a polêmica sobre a peça é "necessária". "Eu não me arrependo de nada. Tenho responsabilidade total pelo programa", afirmou Tasso, senador pelo Ceará, em Fortaleza. O tucano disse ainda que a população quer atualmente "ver posições diferentes": "Eu sou presidente interino. Enquanto eu for presidente interino eu dou orientação". Sob o comando de Tasso, a legenda produziu um vídeo de 10 minutos em que se refere ao atual modelo de governo como "presidencialismo de cooptação". Em tom bastante crítico, a peça diz que o PSDB errou ao deixar de lado suas origens e ter "cedido" ao fisiologismo, que é configurado por apoio ao governo em troca de cargos.
    

SEQUESTRO: Moro decreta bloqueio de R$ 6 milhões do ex-deputado Vaccarezza

O juiz Sérgio Moro decretou o bloqueio de R$ 6 milhões do ex-deputado federal Cândido Vaccarezza (PTdoB), preso nesta sexta-feira (18), durante a 44ª fase da operação Lava Jato, batizada de "Abate". Ele também teve a prisão temporária decretada. Segundo a força-tarefa, o ex-deputado recebeu pelo menos US$ 478 mil (R$ 1,51 milhão no câmbio atual) em espécie, segundo a Folhapress, por contratos da Petrobras com a Sargeant Marine, uma empresa norte-americana que produzia asfalto para a Petrobras. De acordo com informações de O Globo, o bloqueio não significa que o ex-deputado guarda esses valores nas contas que mantém no Brasil. O Banco Central deve ser comunicado sobre a decisão de Moro e, então, sequestrar os valores das contas de Vaccareza, até chegar ao valor.
    

DECLARAÇÃO: Diagnóstico da corrupção no Brasil é 'tenebroso', diz ministro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, afirmou nesta sexta-feira, 18, que o diagnóstico da corrupção no Brasil é "tenebroso" e as irregularidades são "espantosamente grandes". "Onde você destampa tem coisa errada", disse durante evento em São Paulo. "A corrupção foi espantosamente grande. É impossível não sentir vergonha pelo que aconteceu no Brasil", disse o ministro. "Onde havia um vintém de dinheiro público tinha alguém levando vantagem, dos mais altos escalões ao fiscal", disse Barroso, que participa de seminário do Insper sobre Sistema de Justiça e os Novos Desafios, organizado pelo site Jota.Info. O ministro ressaltou que o Brasil passa por um capítulo triste de sua história, mas a perspectiva é de final feliz no médio prazo.
    

"PRESIDENCIALISMO DE COOPTAÇÃO": Propaganda na TV implode de vez o PSDB

A "autocrítica" do PSDB veiculada ontem à noite na televisão e no rádio caiu como uma bomba atômica no tucanato. A propaganda partidária exibida pelo PSDB na noite desta quinta-feira (17) desencadeou nova grave crise dentro da legenda. Ministros e deputados tucanos fizeram uma série de críticas ao presidente interino da sigla, Tasso Jereissati (PSDB-CE), o responsável pela peça. Há forte pressão para exigir sua deposição do posto. O chanceler Aloysio Nunes disse que o programa é uma “crítica vulgar” e que deve ter levado o PT às gargalhadas. O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), afirmou, em nota, que a publicidade é injusta com a “história do partido”, que teria optado por um caminho de “recuperação do país”. O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) foi além e sustentou que Tasso “não une mais o partido”. A propaganda tucana critica o que chama de “presidencialismo de cooptação” e exibe imagens de um bonequinho vestido com a faixa presidencial entregando blocos a deputados, representados por figurinhas com cifrões no lugar dos olhos.
    

SÃO PAULO: Jair Bolsonaro leva ovada em lanchonete; assista ao vídeo

deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) levou uma ovada enquanto percorria as ruas de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, na tarde desta quinta-feira. Em um vídeo publicado na sua página do Facebook, Bolsonaro está em uma lanchonete cumprimentando e tirando fotos com apoiadores, quando uma mulher chega, toca no seu ombro e, depois de ele se virar, quebra um ovo no seu peito. A manifestante foi afastada aos gritos pelos seguranças de Bolsonaro. Posteriormente, ele foi à Polícia Civil registrar um boletim de ocorrência da agressão.

    

EUA: Senadora diz que 'espera que Trump seja assassinado', mas deleta post

A senadora democrata dos Estados Unidos Maria Chappelle-Nadal, do estado do Missouri, postou em seu Facebook nessa quinta que "esperava que Trump fosse assassinado". Rapidamente ela retirou a postagem do ar e em declaração ao Kansas City Star, afirmou estava frustrada com a reação do presidente aos eventos em Charlottesville, em Virgínia, envolvendo supremacistas brancos. "Respondi de forma errada. Estou frustrada. Eu quis dizer o que postei? Não. Estou frustrada? Completamente. O presidente está causando feridas. Ele está causando ódio", disse Chappelle-Nadal. O post original da senadora dizia: "Eu realmente odeio Trump. Ele está causando traumas e pesadelos". Em seguida, ap´s inúmeros comentários, ela respondeu dizendo que "esperava que ele fosse assassinado". 
    

SOROCABA: De cama, mulher entrega bilhete à polícia denunciando maus-tratos

A Guarda Civil Metropolitana de Sorocaba (SP) recebeu denúncia na última quarta-feira (16) sobre possíveis maus-tratos cometidos por um homem contra a esposa acamada. Ao chegarem na casa, localizada no bairro Jardim Itapemirim, os guardas foram recebidos pelo marido e seguiram para o quarto, onde receberam um bilhete escrito a mão pela mulher de 57 anos. "Requisito a ajuda policial para sair de minha residência devido a problemas conjugais para me dirigir à Delegacia da Mulher fazer boletim de ocorrência por maus-tratos”, ela escreveu. Segundo o G1, o marido foi para a delegacia para prestar depoimento e liberado em seguida - a esposa foi levada à casa de familiares.
    

PESQUISA: Cientistas desenvolvem teste para detectar câncer com precisão

Pesquisadores do Centro Kimmel para o Câncer, da Universidade Johns Hopkins (EUA), estão desenvolvendo um novo exame de sangue que utiliza fragmentos de DNA para identificar câncer com mais precisão. Durante o estudo, o teste identificou a presença de tumores em mais de 50% dos 138 voluntários da pesquisa. Os resultados preliminares do estudo foram publicados na revista 'Science Translational Medicine', nesta quarta-feira (16). Segundo o G1, o exame foi capaz de identificar câncer colorretal, de mama, de pulmão e ovário. Os pesquisadores afirmam que a tarefa é complexa, pois existe a necessidade de diferenciar as verdadeiras mutações genéticas, que ocorrem normalmente, das mutações ocorridas em decorrência do câncer.
    

EDUARDO BOLSONARO SUBIU O TOM: 'Se vagabundo tentar tomar minha arma, meto bala'

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) causou polêmica no plenário da Câmara nesta quarta-feira (16), durante debate sobre porte de armas no Brasil. Ele subiu o tom contra o colega Alberto Fraga (DEM-DF), relator de projeto de lei que torna crime hediondo a posse ou porte ilegal de armas de fogo de uso restrito, como fuzis e metralhadoras, para atos criminosos. Fraga recordou uma conversa entre Eduardo e o pai, Jair Bolsonaro (PSC-RJ), via WhatsApp, na qual ambos falaram sobre a compra de uma arma de grosso calibre no exterior. "Se vagabundo vier tentar tomar, eu vou meter bala. Porque minha arma é legal e eu não vou para a cadeia por porte ilegal", argumentou Eduardo, segundo o Blog do Jamildo.
    

CARANDIRU: Caso Abdelmassih tem nova reviravolta e ex-médico voltará à prisão

O ex-médico Roger Abdelmassih terá que voltar para a prisão após o Tribunal de Justiça ter revogado nesta quinta-feira (17) a liminar que garantia o direito de cumprir a pena em casa, acatada no fim de semana. Abdelmassih teve a prisão domiciliar revogada na última sexta (11), quase um mês depois de ter sido transferido da penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, para o apartamento onde moram sua mulher e filhos no Jardim Paulistano, bairro nobre de São Paulo. A viagem de volta para Tremembé foi cancelada já que sua defesa conseguiu aprovar liminar para ele continuar em casa. Na ocasião, ele estava internado há cerca de uma semana no hospital Albert Einstein para tratar uma superbactéria. Seu estado de saúde debilitado foi a justificativa usada para impedir sua volta para a cadeia. O ex-médico teve alta na terça (15) e, com a nova decisão judicial, deve voltar para o presídio onde permaneceu por cerca de três anos. Na decisão de sexta (11), a juíza da 1ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté Sueli Zeraik de Oliveira Armani determinou que Abdelmassih fosse encaminhado ao Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, no bairro Carandiru, na zona norte, para continuar o tratamento médico.
    

GOIÁS: Padre que 'recuperava a virgindade' é denunciado por mais três jovens

Preso preventivamente na quarta-feira (16), o padre Iran Rodrigo Souza de Oliveira, de 45 anos, suspeito de abusar sexualmente de uma adolescente e uma jovem, foi denunciado por outras três vítimas. De acordo com as investigações, o suspeito teria prometido "recuperar a virgindade" das vítimas. Iran segue preso em Anicuns, em Goiás. Segundo informações do G1, o mandado contra o padre foi pedido após o relato de duas vítimas, que tinham 14 e 21 anos na época dos abusos, em 2014. “Essas duas vítimas são de Americano do Brasil. Mas nos foi informado que em 2005, em Anicus, ele teria vendido a mesma promessa de purificação a uma mulher de 50 anos e, há dois ou três meses, em Caiapônia (GO), ele teria agido da mesma forma, trocando mensagens com uma criança de 11 anos”, disse o promotor Danni Sales Silvas. Na denúncia, as vítimas informaram que foram abordadas da mesma forma pelo padre.
    

SALVADOR: Militantes anti-Lula são presos com arma

Cinco militantes anti-Lula foram detidos pela Polícia Militar da Bahia na noite desta quinta-feira (17) após um deles sacar uma arma durante chegada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Salvador. Para conter o protesto, policiais atiraram para o alto. Adjalbas Pereira (que se identificou para a reportagem como policial) foi detido, segundo o major responsável pela segurança do ato. O suposto agente será submetido a exame para confirmar se havia atirado para o alto no momento em que a van de Lula passava diante da calçada onde os cinco manifestantes carregavam faixas em favor de intervenção militar no Brasil. Lula chegou a Salvador às 16h30 e pegou metrô para chegar à Arena Fonte Nova. No trem, viajou na cabine. A van foi cercada por militantes no percurso até o estádio. No meio do caminho, um grupo exibia faixas contra o ex-presidente. Policiais cercaram os manifestantes para que não houvesse confronto com apoiadores de Lula.