24 março 2017

GILMAR MENDES: Vazamentos sugerem que Brasil tem 'trambiques'

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, voltou a criticar na manhã desta sexta-feira (24) os vazamentos de informações sigilosas, destacando que isso enfraquece as instituições "como se o Brasil fosse um país de trambiques". "Eu deploro seriamente e exijo que nós façamos a devida investigação desse vazamento agora lamentavelmente ocorrido. Eu acho que isso fala mal das instituições. É como se o Brasil fosse um país de trambiques, de infrações", disse o ministro em seminário sobre reforma política no tribunal. Mendes ressaltou que vai providenciar a investigação dos vazamentos de depoimentos de executivos da Odebrecht. "Isso não pode ser sistematizado. Ou se tem lei, ou se pede a divulgação e se quebra o sigilo. Agora, o vazamento feito por autoridade pública é crime e vamos investigar". Nesta quinta (23), parte do depoimento de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira e herdeiro do grupo, foi revelado pelo site "O Antagonista". A Folha de S.Paulo também teve acesso ao documento na íntegra.
Reações: