15 outubro 2017

IGC: Sistema imunológico contribui para obesidade, aponta estudo

Cientistas do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) descobriram uma nova população de células do sistema imunológico que contribui para a obesidade, abrindo uma nova janela para o tratamento da doença. As células destroem a norepinefrina, um neurotransmissor (substância química) liberado pelos neurônios simpáticos (células do sistema nervoso) e que induz a redução de massa gorda. A estas células específicas, a equipe liderada por Ana Domingos, do Laboratório de Obesidade do IGC, deu o nome de macrófagos SAMs. Os macrófagos são células que, quando funcionam normalmente, protegem o organismo de infecções. Ganharam, no entanto, a designação de SAMs, por estarem em contato com os neurônios simpáticos, interferindo no processo de perda de massa adiposa. À Lusa, Ana Domingos comparou estes macrófagos a um aspirador que suga a norepinefrina com um tubo de sucção, a proteína SIc6a2, e que depois a destrói como se fosse uma incineradora.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário