07 junho 2017

SAÚDE: Governo Temer quer fechar as unidades do Farmácia Popular até agosto

O Ministério da Saúde planeja fechar, até agosto deste ano, todas as unidades próprias do Farmácia Popular, programa que oferta medicamentos gratuitos ou com descontos de até 90% para a população. O cronograma foi divulgado pela pasta nesta terça-feira (6). O encerramento das unidades próprias, porém, já havia sido definido em março deste ano. Ao todo, 367 unidades do Farmácia Popular que hoje ainda estão em funcionamento, custeadas pela União, deixarão de receber recursos. O número de unidades, porém, já começou a ter redução. Em março, havia 393. A ideia é que, até julho, 95% já estejam fechadas. Prefeituras, no entanto, podem optar por manter as unidades, desde que com recursos próprios - o governo federal já informou que não irá mantê-las. O Farmácia Popular foi criado em 2004, na gestão do então presidente Luís Inácio Lula da Silva. Dois anos depois, foi criado o Aqui tem Farmácia Popular, braço do programa em farmácias privadas - hoje são 34.543 farmácias credenciadas, distribuídas em 4.487 municípios.
Reações: