28 junho 2017

PGR: Estratégia de Janot é minar base de Temer

A denúncia de Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer já era aguardada desde a abertura do inquérito por conta das delações da JBS, mas a decisão do procurador-geral da República de "fatiar" as acusações revela sua estratégia: minar lentamente a resistência do peemedebista. Temer era investigado pelos crimes de corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa, mas Janot só ofereceu denúncia referente ao primeiro, desmembrando o caso. O procurador-geral acusa o presidente de ser o destinatário dos R$ 500 mil entregues pela JBS ao ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, o que configuraria corrupção passiva. Além disso, espera-se uma segunda denúncia já para os próximos dias, desta vez por obstrução de Justiça, no episódio em que Temer teria dado anuência para a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha por Joesley Batista, um dos donos do frigorífico.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário