01 abril 2017

TRUMP DO AGRESTE: Após ataques do senador, Temer rompe com Renan

A aliança entre Michel Temer e Renan Calheiros foi rompida, de acordo com assessores do presidente. O cenário já vinha se desenhando há algumas semanas, desde que o líder do PMDB no Senado resolveu fazer duras críticas ao governo. “Não existe casamento forçado”, resumiu um auxiliar de Michel Temer. Calheiros chegou a gravar vídeos e postá-los em suas redes sociais, desaprovando as propostas do Planalto, em especial a reforma da Presidência. Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a decisão de usar perfis na internet para divulgar conteúdo explosivo rendeu um apelido a Renan no Planalto: “Trump do agreste”. Para a Presidência, a tática do senador é clara: realinhar-se com o PT de olho na eleição em Alagoas, seu estado. Acredita que Renan busca, acima de tudo, suporte em diversas alas da Casa para segurar o tranco que se aproxima com os desdobramentos da Lava Jato. Em meio a tanta especulação, Calheiros tem minimizado o racha. "Nem lembrava mais como era bom ser oposição”, disse, recentemente.
Reações: