INÉDITO: Ação de improbidade administrativa contra o Partido dos Progressista (PP), por desvios ocorridos na Petrobras

A Justiça Federal determinou, nesta sexta-feira (7), o bloqueio de mais de R$ 470 milhõesem ação de improbidade administrativa contra o Partido dos Progressista (PP), por desvios ocorridos na Petrobras. Trata-se do primeiro processo contra um partido na Operação Lava Jato.  O juiz federal Friedmann Anderson Wendpap, da 1ª Vara Federal de Curitiba, determinou a indisponibilidade de bens do PP e dos outros onze acusados – sendo seis deputados federais, quatro ex-deputados e um ex-assessor parlamentar. A ação proposta pela força-tarefa da Lava Jato pediu ressarcimento de R$ 2,3 bilhões. Deste total, R$ 460.636.517,60 são equivalentes à propina paga ao PP, R$ 1.381.909.552,80 de multa e R$ 460.636.517,60 por danos morais coletivos.
(globo.com)
Postar no Google+

About Pederneiras de Fato

    Blogger Comment
    Facebook Comment