30 março 2017

Computador aumenta risco de miopia na infância

No mundo inteiro a miopia dobrou nos últimos anos segundo a OMS (Organização mundial da Saúde). O tema vem sendo estudado desde 1969. Só para se ter uma idéia, após processo de alfabetização, uma população de esquimós sem qualquer incidência de miopia foi induzida à leitura ávida pelo clima frio e teve cerca de 65% de seus descendentes com o problema. No Brasil não é diferente. Um estudo conduzido pelo oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto em que participaram 360 crianças de 9 e 13 anos de idade que chegavam a ficar até mínimo 6 horas ininterruptas usando computador ou videogame, 21% apresentaram miopia contra a prevalência de 12% apontada pelo CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia). Queiroz Neto afirma que 30% das crianças que usam excessivamente computadores apresentam stress ocular e que há uma correlação entre a síndrome da visão no computador (CVS) e a miopia transitória ou acomodativa. Ele explica que a miopia acomodativa e a dificuldade para enxergar de longe por conta de um turvamento da visão causado pelo stress dos músculos ciliares decorrente do excessivo esforço visual para perto que pode durar meses ou tornar-se um mal permanente caso os hábitos não sejam modificados.
Reações: