15 junho 2018

TRANQUEIRA: PF vê Cristiane Brasil em 'posto de comando' no Ministério do Trabalho


No pedido que baseou a segunda fase da Operação Registro Espúrio, a Polícia Federal apontou que a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), mesmo tendo sido vetada pela Justiça de assumir o Ministério do Trabalho, passou a ter um "posto de comando" na Secretaria de Relações do Trabalho da Pasta, "com evidentes indícios de manipulação e direcionamento de processos de registro sindical". Investigadores apontam que a petebista integrou a organização criminosa que atuou na Secretaria de Relações do Trabalho. Os indícios que motivaram a realização de busca e apreensão no gabinete e em dois endereços residenciais da deputada foram colhidos após a apreensão do celular do "braço direito" dela na Secretaria, Renato Araújo Júnior, preso na primeira fase da operação, no dia 30 de maio. Dois dias depois, a PF pediu medidas contra a parlamentar, endossadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizadas pelo ministro relator Edson Fachin. A relação com Renato, ora chamada de "ingerência", ora de "sociedade", foi uma das constatações dos investigadores.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário