13 junho 2018

PRA DEBAIXO DO TAPETE: Prazo para resolver caso Marielle é semelhante ao de outros


Em entrevista na manhã desta quarta-feira, 13, à rádio CBN, o ministro extraordinário da Segurança, Raul Jungmann, afirmou que o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, ocorrido em 14 de março, está levando aproximadamente o mesmo tempo para ser solucionado que outros crimes de grande repercussão no Rio. Ele citou como exemplo o desaparecimento do pedreiro Amarildo, na Rocinha (zona sul do Rio), em 2013, e a execução da juíza Patrícia Acioli, em Niterói, em 2014. Nesta quinta-feira, 15, a morte de Marielle e Anderson completa três meses sem solução. "Eu tenho como parâmetro o caso do Amarildo, que levou aproximadamente de 90 a cem dias, se não me falha a memória, e o caso da Patrícia Acioli. (Esses casos) foram desvendados pela mesma equipe que está investigando o caso da Marielle", afirmou.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário