17 junho 2018

NEYMAR JR: Perigoso paparico


Rico, passa os dias cercado por pessoas que para ele trabalham, dos que cuidam de seus milionários contratos até os “parças”, versão moderna das “damas de companhia” que serviam rainhas já na Idade Média. Afinal, o craque é tratado como um rei e se quiser, alguém será capaz de lhe providenciar um “bobo da corte”, até. Neymar parece sofrer uma recaída, aparente reflexo de tanto paparico, com tudo girando ao seu redor. O Brasil faz o jogo de estreia hoje (17) e nele, será bom contar com um craque nas quatro linhas e não um “reizinho”, como escreveu o colunista Mauro Cezar Pereira.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário