10 fevereiro 2018

RORAIMA: Medo e falha do Estado explicam xenofobia contra venezuelanos

Mais de 40 mil venezuelanos buscaram refúgio em Boa Vista, capital de Roraima, em sua jornada de fuga da crise que atinge a Venezuela desde o ano passado. Tratado como um "drama humanitário", o assunto vem gerando medo, desinformação e, consequentemente, episódios de violência. Há três dias, uma casa na qual viviam 13 venezuelanos pegou fogo na zona oeste de Boa Vista, deixando uma criança de 3 anos e os seus pais feridos. O caso foi denunciado por quem estava na residência como um atentado criminoso, e que estaria ligado à xenofobia que já vem sendo registrada há meses na cidade. Em entrevista à Sputnik Brasil, o advogado, ativista e coordenador do Serviço Jesuíta aos Migrantes e Refugiados, Cleyton Abreu, garantiu que outros casos já foram registrados anteriormente, do que seriam atentados contra os migrantes venezuelanos. Segundo ele, tudo está vinculado ao medo, à desinformação e à ausência do Estado para a solução do tema.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário