05 outubro 2017

RIO GRANDE DO NORTE: Vinte crianças morrem à espera de transplante de medula óssea

Vinte crianças já morreram à espera de um transplante de medula óssea no Rio Grande do Norte. O estado não realiza o procedimento para pacientes com doenças como leucemia, por exemplo, há cerca de um ano. Os dados são da Associação Humanização e Apoio ao Transplantado de Medula Óssea (Hatmo). É o caso de José Mendonça, 12 anos, que morreu nessa terça-feira (3). "Ele foi encaminhado para fazer o transplante em Jaú (estado de São Paulo), mas como os tramites demoram, quando ele chegou lá a medula já estava contaminada", revelou, em entrevista ao G1, a presidente da Hatmo, Rosali Cortez. A suspensão da realização de transplantes, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, acontece por inúmeras razões. Uma delas, exemplificou, é udança de equipes técnicas, além de habilitação vencida. 
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário