02 outubro 2017

CONTRA DENÚNCIA: Governo fala em aumento do poder de compra do mínimo

Enquanto prepara sua defesa contra a denúncia na Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer busca argumentos econômicos como indicadores de crescimento e a melhoria do ambiente de negócios como estratégia de convencimento dos parlamentares. O Planalto tem sido alvo de pressão de partidos aliados ávidos por indicações políticas para cargos comissionados e pelo pagamento de emendas parlamentares, mas não consegue aplacar o desejo da base no ritmo exigido pelos deputados. Um dos focos do governo é explorar a comunicação do "período mais longo de inflação baixa pós-Plano Real" e a queda dos preços de produtos da cesta básica, o que elevou o poder de compra do salário mínimo. Segundo dados do Ministério da Fazenda, que foram apresentados a Temer, um salário mínimo compra atualmente 16,7%, em produtos da cesta básica, do que há um ano. A Cesta Básica voltou a cair 0,91% esta semana, na 14ª queda consecutiva. A cesta Procon de São Paulo custa hoje R$ 642,99 (6/9/2017) ante R$ 701,30 um ano atrás (8/9/2016).
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário