07 agosto 2017

FHC DEFENDE CONTINUIDADE DE TEMER: 'É tarde para chorar'

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a falar sobre a atual crise política brasileira, em editorial divulgado na página oficial do PSDB na internet. No texto, FHC fala sobre o que considera “precipitação da Procuradoria (Geral da República), que fez a denúncia sem apurações mais consistentes”, ao se referir à investigação contra o presidente Michel Temer. Na última quarta-feira (2), Temer conseguiu impedir que a denúncia de corrupção passiva seguisse para o Supremo Tribunal Federal (STF). Fernando Henrique também destacou que “a denúncia em si mesma e a fragmentação dos partidos no encaminhamento da matéria já indicam um clima de quase anomia, no qual algumas instituições do Estado e os partidos políticos se perderam”. Ele considera que a crise não é só brasileira, mas mundial, e lamenta a “sacralização” da corrupção. “Aqui o que houve foi a generalização e a sacralização da corrupção, com as ineficiências decorrentes, aprofundando a perda de confiança popular no governo e na vida política. Neste sentido, estamos imersos em um mar de pequenos e grandes problemas e tão atarantados com eles que somos incapazes de vislumbrar horizonte melhor. É isso o que mais me preocupa, a despeito da gravidade tanto dos casos de corrupção quanto dos desmandos que vêm ocorrendo”.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário