08 agosto 2017

AVALIAÇÃO: Barroso defende reforma política contra 'sentimento de devastação'

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), se mantém um otimista, apesar de ser "impossível não sentir vergonha" com a corrupção, em meio ao "sentimento de devastação desta hora" de crise política no Brasil. "Os áudios, os vídeos, as malas de dinheiro", enumera. "As provas saltam de qualquer espaço que se destampe." O magistrado fez o diagnóstico na manhã desta terça-feira (8) durante evento de uma consultoria de negócios em São Paulo. Uma das saídas, acredita, é a reforma política, pauta que ele diz carecer de uma "urgência desesperada" e que daria maior legitimidade democrática ao processo eleitoral e facilitaria a governabilidade. Para ele, defensor do semipresidencialismo (em que o primeiro-ministro cuida da gestão com o gabinete e o presidente também tem poderes) e do voto distrital misto, o sistema brasileiro "é intrinsecamente desonesto".
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário