05 agosto 2017

ACUSAÇÃO: Jornalista diz ter sido assediada por deputado que tatuou o nome de Temer

A jornalista Basilia Rodrigues, da rádio “CBN”, acusa o deputado Wladimir Costa (SD-PA) de tê-la assediado após um jantar com o presidente Michel Temer (PMDB) em Brasília. O parlamentar é o mesmo que fez uma tatuagem no ombro declarando apoio ao peemedebista e que foi flagrado pedindo “nudes” pelo aplicativo WhatsApp durante uma sessão na Câmara. De acordo com o relato da jornalista, publicado em sua página no Facebook, o assédio ocorreu na noite da última terça-feira (1º), um dia antes da sessão na Câmara que rejeitou a aceitação da denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra Temer pelo crime de corrupção passiva. Na saída do jantar com o presidente, o deputado teria se vangloriado de ter mostrado a tatuagem a Temer. “Desde os rumores de que é feita de henna, ele rebate e diz que é definitiva”, relatou a repórter, que insistiu e pediu ao parlamentar que mostrasse novamente a pintura na pele. A repórter conta que Costa teria dado a seguinte resposta: "Pra você, só se for o corpo inteiro". A profissional de imprensa diz que foi atrás do parlamentar e retrucou: "Deputado, se o senhor puder ter um pouquinho mais de respeito por eu ser uma repórter e mulher. O senhor falou que não é de henna, agora a gente quer mostrar”.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário