12 julho 2017

RIO: 41 professores aprendem a defender alunos de tiros

Qual o melhor lugar para se proteger em caso de tiroteio? Em que posição ficar? Professores da rede municipal do Rio de Janeiro estão aprendendo as respostas para tais perguntas desde a segunda-feira (10), data em que teve início o curso ministrado pelo Comitê internacional da Cruz Vermelha contra a violência armada. 41 docentes de instituições localizadas ao redor de comunidades participam das aulas. Os "alunos" serão multiplicadores e terão a missão de repassar o treinamento para outros. Desde o início do ano letivo de 2017, a violência no Rio de Janeiro já deixou mais de 70 mil alunos sem aulas ou com interrupções nas atividades por conta de confrontos nas comunidades. Porta-voz do Comitê internacional da Cruz Vermelha no Brasil, Sandra Lefcovich diz que o treinamento é chamado de "acesso mais seguro para serviços públicos essenciais". E o objetivo é repassar "medidas de autoproteção e protocolos de segurança para casos de emergência".
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário