19 julho 2017

REDE DE PROTITUIÇÃO: Senador é flagrado em investigação sobre prostituição

O senador Ivo Cassol (PP-RO) e assessores dos deputados Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) tiveram conversas gravadas em meio a inquérito sobre uma rede de prostituição. A investigação é conduzida pela Polícia Civil do Distrito Federal. As informações são do site Metrópoles. O parlamentar e os assessores não são o alvo da investigação. A polícia investiga João Wilson Costa Sampaio, apontado como agenciador de garotas de programa que negocia encontros sexuais em Porto Alegre e em Brasília. Em um dos áudios interceptados pela polícia, Cassol conversa com uma das prostitutas, identificada como Gabriela. Na ocasião, em 10 de maio de 2016, o cafetão estava no gabinete do senador. A mulher conta que pretende cursar faculdade em Brasília, e o senador coloca o gabinete à disposição, para ajudá-la no que for preciso até que ela se estabeleça na cidade. De acordo com o inquérito, Cassol “demonstra-se muito interessado no retorno dela ao Distrito Federal e deixa bem claro que já a conhece de outras ocasiões”.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário