13 julho 2017

NOBEL DA PAZ: Ativista chinês Liu Xiaobo morre aos 61 anos

O dissidente chinês Liu Xiaobo, Nobel da Paz de 2010, morreu aos 61 anos nesta quinta-feira (13), conforme divulgado pelo governo da cidade chinesa de Shenyang, no nordeste da China, onde ele passava por tratamento de um câncer de fígado em estágio tardio. Em comunicado, o departamento jurídico de Shenyang afirmou em portal oficial que Liu sofreu uma falência múltipla de órgãos e que não foi possível salvá-lo. O ativista foi condenado em 2009 a 11 anos de prisão, acusado de “subversão” – ele reivindicou reformas democráticas no país. Liu foi internado em regime de liberdade condicional e se torna o primeiro Nobel da Paz a morrer em privação de liberdade desde a morte do alemão Carl von Ossietzky, que faleceu em 1938 em um hospital quando estava detido pelos nazistas. Liu foi um dos autores do manifesto conhecido como “Carta 08”, que exigia a realização de eleições livres na china. Na entrega do Nobel, em Oslo, na Noruega, em 2010, foi representado por uma cadeira vazia. 
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário