10 julho 2017

Esquema em aeroporto de SP desvia malas com cocaína a Lisboa

Funcionários do Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, trocavam o destino de bagagens para traficar cocaína para Lisboa, em Portugal. A Polícia Federal (PF) flagrou uma carga sendo enviada no dia 7 de junho para Ribeirão Preto, no interior do Estado. De lá, o produto seguiria para a Europa. Como revelado pelo "Fantástico" neste domingo (9), dois funcionários do aeroporto, José Veríssimo Machado e Douglas de Oliveira Silva, optaram por um voo nacional porque, neste caso, as malas não são inspecionadas. Uma falha na segurança do aeroporto, que é controlado por duas mil câmeras, faz com que um ponto da pista não seja monitorado. Era neste ponto que os funcionários trocavam as bagagens do setor doméstico para o internacional. A reportagem informou que onze pessoas, incluindo funcionários do aeroporto, colaboraram na missão de despachar as malas com uma carga de cocaína no valor de R$10 milhões, de acordo com o chefe da delegacia da Polícia Federal (PF) do aeroporto, Marcelo Ivo de Carvalho.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário