20 junho 2017

MAL-ESTAR: Trabalhar sempre em pé é nocivo e reduz produtividade

Uma pesquisa realizada com 2.940 pessoas entre abril e maio deste ano revela o sofrimento dos brasileiros que trabalham muitas horas em pé. O estudo tem 52 páginas com dados que expõem como as dores nos pés, tornozelos e joelhos prejudicam a qualidade e a produtividade. "O trabalho e a relação com os pés, tornozelos e joelhos" traz dados que fomentam a conscientização e alerta as empresas: 65% das pessoas não aguentam ficar mais de 3 horas em pé sem sentir dores. O número salta para 90% a partir das 6 horas ou mais. "O que preocupa é que 41% das pessoas ficam em pé ou andando por mais de 6 horas. As consequências disso são muito nocivas" alerta o fisioterapeuta Mateus Martinez, co-autor da pesquisa. Dados mostram que as mulheres são as que mais sofrem. Em média, aguentam ficar em pé por apenas 2 horas e 45 minutos sem sentir dores. Os homens resistem por 3 horas e 40 minutos. Além da incidência, a intensidade das dores também cresce conforme o tempo que se fica em pé.
Reações: