16 junho 2017

LAVAGEM DE DINHEIRO: Janot pode apresentar nova denúncia contra Temer

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, avalia entregar ao Supremo Tribunal Federal (STF) um segundo pedido de ação penal contra o presidente Michel Temer antes de a Câmara dos Deputados votar pela aceitação da primeira queixa contra o peemedebista. No momento, a base aliada do presidente no Congresso garante que ele teria pelo menos 250 votos para barrar a primeira denúncia. O nome mais cotado para assumir a relatoria da denúncia contra Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) é o deputado Jones Martins (PMDB-RS), especialista em direito constitucional. De acordo com a coluna Painel, do site do jornal Folha de S. Paulo, Temer deve ser acusado pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de justiça. Há chances, ainda, de que ele seja acusado de lavagem de dinheiro. As novas denúncias elaboradas pelos procuradores se referem a repasses ao coronel João Baptista Lima Filho, ex-assessor do presidente. Fora isso, Janot teria material em sigilo que poderia fundamentar a denúncia de lavagem.
Reações: