07 junho 2017

JATINHO DA JBS: Temer muda versão e admite que usou avião particular em 2011

O presidente Michel Temer mudou posicionamento oficial nesta quarta-feira (7) e disse que utilizou aeronave particular, em 2011, para deslocar sua família a Comandatuba, na Bahia. Em nota oficial, o peemedebista ressaltou, no entanto, que "não sabia a quem pertencia a aeronave" e que "não fez pagamento pelo serviço" de transporte. Em depoimento à PGR (Procuradoria-Geral da República), o empresário Joesley Batista afirmou que o presidente e sua mulher, a primeira-dama Marcela Temer, viajaram em jato particular do executivo da JBS quando o peemedebista era vice-presidente. Na terça-feira (6), no entanto, o Palácio do Planalto havia dito que, em 2011, o presidente viajou em uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) para a Bahia. Perguntada pela reportagem, a Secretaria de Comunicação Social afirmou não ter registro de "viagem do então vice-presidente Michel Temer em avião particular do empresário Joesley Batista". A PGR pretende oficializar os dados informados pelo empresário nos autos do processo para apurar se a viagem ocorreu e como a informação será utilizada no inquérito sobre o presidente.
Reações: