13 junho 2017

IRMÃ DE AÉCIO: STF nega liberdade a Andrea Neves

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira (13) um pedido para revogar a prisão preventiva de Andrea Neves, irmã e braço-direito do senador afastado Aécio. Por três votos a dois, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a jornalista deve ser mantida presa. Os ministros Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux votaram pela manutenção da prisão. Marco Aurélio e Alexandre de Moraes votaram pela liberdade, segundo publicado pela revista Veja. Andrea foi denunciada por corrupção passiva, por ter pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da JBS. A defesa alega que não foi atribuída a ela imputações de quadrilha, organização criminosa, associação para o crime, lavagem de dinheiro ou obstrução da investigação, que justificariam a prisão preventiva. Durante o julgamento, o pedido de revogação da prisão foi criticado pela subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio Marques. Ela chegou a dizer que, se Andrea fosse libertada, “devia abrir as portas da cadeia e soltar todo mundo”.
Reações: