27 junho 2017

INEDITISMO: Temer é 1º presidente brasileiro denunciado por corrupção

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou nesta segunda-feira (26) o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva, como parte do inquérito que também investiga o peemedebista por obstrução de Justiça e organização criminosa. A denúncia é resultado das delações premiadas dos executivos do frigorífico JBS e acusa Temer de ser o destinatário dos R$ 500 mil dados por Ricardo Saud, diretor da empresa, a Rodrigo Rocha Loures, ex-deputado federal e ex-assessor especial do presidente, em abril de 2017, em um shopping de São Paulo. Apreendido pelos investigadores, o dinheiro seria, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), uma forma de propina para favorecer a holding J&F, dona da JBS, junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em um processo para reduzir o preço do gás fornecido pela Petrobras a uma empresa do grupo. Em conversa gravada por Joesley Batista, um dos proprietários da J&F, Temer indica Loures, também denunciado por corrupção passiva, como uma pessoa "da mais estrita confiança". O peemedebista tornou-se o primeiro presidente na história do país denunciado por corrupção durante o exercício do cargo, e as penas para esse crime vão de dois a 12 anos de prisão, além de multa.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário