25 junho 2017

Gilmar Mendes vai assumir inquérito sobre denúncias da Odebrecht contra Aécio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes vai assumir a relatoria do inquérito que apura supostos atos criminosos do senador afastado Aécio Neves (PSDB) denunciados por ex-executivos da Odebrecht. O processo até então era relatado pelo ministro Edson Fachin, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Supremo.  A redistribuição do inquérito contra Aécio Neves atende a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que alegou não ver ligação direta entre os fatos narrados pelos delatores da construtora e os crimes ligados ao esquema na Petrobras. A medida de 'desafogar' os responsáveis pela Lava Jato já havia sido adotada no início da semana em investigações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT) e o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB). De acordo com a Procuradoria-Geral da República, os ex-executivos da Odebrecht  indicaram o pagamento de "vantagens indevidas" a Aécio e seus aliados durante a campanha para a eleição presidencial de 2014. O tucano é acusado pelos procuradores da Lava Jato de ter praticado os crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. O inquérito foi aberto no STF em abril deste ano por ocasião da chamada 'lista de Fachin', na qual Aécio foi alvo de cinco pedidos de investigação. O tucano foi citado nas delações feitas por Marcelo Bahia Odebrecht, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, Sérgio Luiz Neves, Cláudio Melo Filho e Henrique Valladares.
(IG)
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário