20 junho 2017

CURITIBA: PM reprime ato de servidores com violência

Pouco mais de dois anos após a violência contra professores em greve em Curitiba, no Paraná, a Polícia Militar voltou a agir com truculência contra manifestantes na manhã desta terça-feira (20). Servidores em greve desde o dia 12 tentaram acompanhar a votação do pacote fiscal - composto de 12 propostas que deve afetar 30 mil trabalhadores e outros 16 mil aposentados e pensionistas - na Câmara Municipal de Curitiba e foram impedidos. Com gritos de guerra como "Ei, polícia, você está do lado errado" e "Sem violência", os manifestantes tentaram resistir. O Corpo de Bombeiros confirmam quatro feridos, sendo que um deles foi encaminhado ao hospital. Filas de militares armados com cacetetes e escudos guardavam as escadas da Câmara. "Essa casa é do povo, e somos impedidos de entrar", gritava uma manifestante. Outro denunciava que estavam usando spray de pimenta. 
Reações: