03 junho 2017

ACORDO DE PARIS: Vaticano chama decisão de Trump sobre clima de 'desastre'

"Um desastre para a humanidade e para o planeta", é assim que o chanceler da Pontifícia Academia das Ciências, Marcelo Sánchez Sorondo, definiu a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de deixar o Acordo de Paris da última quinta-feira (1º). Segundo o católico em entrevista à emissora "Blue Radio", a retirada dos EUA do principal tratado sobre o clima em nível mundial "é ir contra o que o Papa disse, que se baseia na [encíclica sobre o meio-ambiente] 'Laudato Si' sobre o consenso científico, e por isso, [também ir] contra a ciência". De acordo com Sorondo, a "terrível decisão" de Trump pode servir como um péssimo exemplo para os outros países. Para o monsenhor, aliás, "o que move o presidente norte-americano são os grupos petroleiros que o apoiaram na campanha eleitoral e que têm influência sobre ele". Segundo o chanceler, estes grupos são os mesmos que "já acusavam o Papa deste tema e que não estão interessados no clima".
Reações: