13 maio 2017

OPERAÇÃO BULLISH: Foco de interrogatórios era Palocci, diz funcionário do BNDES

Poucas perguntas e o interesse principal: Antonio Palocci, sua consultoria e eventual influência do ex-ministro na concessão de empréstimos do BNDES à gigante JBS. Um dos cerca de 30 funcionários do banco que foram interrogados nesta sexta (12) no Rio contou à reportagem que, nas perguntas, a Polícia Federal tentava esclarecer se a consultoria de Palocci teria atuado em favor da JBS no banco. Foram interrogados executivos, mas também técnicos de carreira do banco, com nenhuma influência hierárquica na instituição. Entre os conduzidos coercitivamente para depor estava um operador da mesa de negociações de ações, sem relacionamento direto com clientes. Outra levada para depor foi uma advogada que afirma ter apenas rubricado um documento e está grávida de nove meses. O funcionário, que pediu para ter sua identidade preservada, disse que foi questionado pela PF sobre se equipes do banco tiveram contato com o ministro ou com funcionários da consultoria Projeto. Ele negou a vinculação.
Reações: