01 maio 2017

Michel Temer ficou irritado com críticas da Igreja Católica

Michel Temer não gostou nada do posicionamento da Igreja Católica contra as reformas propostas pelo governo. De acordo com a coluna Radar Online, da revista Veja, o presidente ficou irritado pois não esperava que a Igreja fosse se manifestar a favor da greve geral. A publicação recorda que a CNBB (Confederação Nacional de Bispos do Brasil) se declarou contrária às mudanças na aposentadoria, também apoia a greve geral que aconteceu nessa sexta-feira (28) no país. A Igreja chegou a convocar fiéis a participarem da paralisação contra as reformas. O Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, divulgou um vídeo no início da semana conclamando a população para protestar.
Reações: