10 maio 2017

Fachin vota por condenar Maluf, mas julgamento é adiado

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), votou nesta terça-feira (9) por condenar o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) por crime de lavagem de dinheiro. Para o ministro, Maluf ocultou e dissimulou dinheiro desviado da construção da Avenida Água Espraiada (atualmente chamada de Avenida Roberto Marinho), enquanto era prefeito de São Paulo (1993 a 1996). O julgamento foi interrompido após o voto de Fachin, relator do caso, por causa do horário e deve ser retomado no dia 23 de maio. O esquema de corrupção utilizou transações no exterior para repatriar os desvios, segundo o Ministério Público Federal. O MPF responsabiliza Maluf por desvios de mais de US$ 172 milhões. No entanto, parte dos crimes já foi prescrita. Em seu voto, Fachin considerou desvios na ordem de US$ 15 milhões.
Reações: