UNAC: Ataque dos EUA à Síria pode levar a guerra nuclear

O ataque norte-americano contra a base aérea síria ameaça levar a "escalação catastrófica" do conflito na região e a "uma guerra nuclear", declaram representantes do Comitê Nacional Unido Antiguerra dos EUA (UNAC, na sigla inglesa). "Trump e sua guarda pretoriana bipartidária, que segue o princípio ‘primeiro atacar, depois fazer perguntas’, fomentam a escalação catastrófica da tensão na região e criam a ameaça de uma guerra nuclear", lê-se na declaração da organização. Nem Trump, nem qualquer outra agência governamental dos EUA apresentaram provas de que o governo do presidente sírio Bashar Assad usou o gás paralisante sarin durante o ataque contra posições do Estado Islâmico, da Al-Qaeda, e de outros grupos rebeldes na província de Idlib." A organização acredita também que o bombardeio em questão pode ser usado para as negociações sobre o futuro do país e para aumentar a influência dos EUA, especialmente no processo da reconstrução depois da guerra. Ao mesmo tempo, a luta contra o Estado Islâmico e outros grupos terroristas vai ser afastada para segundo plano em comparação com o objetivo de derrubar o governo de Assad. A UNAC receia que as ações recentes dos EUA sejam o início de uma nova "guerra imperialista" na Síria e na região. Além disso, a organização criticou a interpretação do bombardeio efetuada pela mídia norte-americana.
Postar no Google+

About Pederneiras de Fato

    Blogger Comment
    Facebook Comment