01 abril 2017

Tiros de fuzil que mataram estudante saíram da mesma direção

Os três projéteis que atingiram e mataram a estudante Maria Eduarda Alves da Conceição, cujo corpo foi sepultado neste sábado (1º), foram disparados de uma mesma direção e saídos de um fuzil. O resultado parcial da necrópsia, realizada pela Polícia Civil, atesta que os tiros acertaram a adolescente de 13 anos duas vezes no pescoço e outra nas nádegas. Fragmentos de cápsulas foram encontrados na cabeça. Todas as balas atingiram Maria Eduarda do lado direito, de baixo para cima. Matriculada no 7º ano do ensino fundamental, a adolescente estava na aula de Educação Física, no pátio da escola Jornalista Daniel Piza, no momento em que foi atingida. A morte de Maria Eduarda causou comoção nacional. 
Reações: