21 abril 2017

PADILHA: Para ministro da Casa Civil, reforma da Previdência é "inadiável"

Ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha defendeu nesta quinta-feira (20) as ações do governo federal para sanar as contas publicas e o papel da reforma da Previdência Social, o que considerou como "inadiável". Sem as alterações propostas, alerta o ministro, os gastos públicos entrarão em trajetória “explosiva” e irão colocar em risco o recebimento de pensões e aposentadorias no futuro. Em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, Padilha classificou como “falácia” o argumento de que o pagamento de dívidas previdenciárias poderia resolver o problema nas contas da Previdência Social. O governo tem diversas ações na Justiça cobrando as empresas devedoras. No entanto, são dívidas difíceis de cobrar, já que muitas das companhias faliram. Além disso, os débitos sob alcance são insuficientes para cobrir o rombo.
Reações: