04 abril 2017

CERCO FECHADO: Governo Temer sofre com impopularidade, cassação e guerra com aliados

Em meio à brusca queda da popularidade do governo de Michel Temer, o presidente enfrenta o processo de cassação de sua chapa nas eleições de 2014 e ataques da liderança do Senado. Especialistas falaram à Sputnik sobre as chances de queda de Temer. Um dos fatores que coloca o mandato de Michel Temer em perigo é o processo de cassação da chapa com Dilma Rousseff nas eleições de 2014. Segundo o parecer do vice-procurador Geral Eleitoral, Nicolao Dino, a campanha da chapa Dilma-Temer recebeu pelo menos R$ 112 milhões em recursos irregulares. O Montante, segundo o vice-procurador, configuraria crime de abuso de poder econômico. Ele pede a cassação da chapa, que implicaria na saída de Temer do cargo, e uma punição a Dilma Rousseff, que ficaria inelegível por 8 anos.  Em entrevista à Sputnik Brasil, a presidente da Comissão de Direito Constitucional da OAB-RJ, Vânia Aieta, comentou o processo de cassação e avaliou as chances de queda do presidente. De acordo com ela, "a jurisprudência que tem sido pacífica no Tribunal Superior Eleitoral vai em consonância a toda doutrina, a todos os estudos, é a de unicidade da Chapa". 
Reações: