11 abril 2017

Bolsa cai e dólar sobe em meio à cautela nos cenários interno e externo

Como na sessão anterior, a terça-feira (11) foi marcada pela cautela nos mercados financeiros globais, em meio às tensões geopolíticas relativas à Síria e à Coreia do Norte. No campo doméstico, as incertezas sobre a reforma da Previdência diminuíram um pouco depois que o presidente da comissão que analisa o projeto, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), afirmou que a proposta será aprovada com no mínimo 350 votos na Câmara, o que representa mais de 68% dos 513 deputados. "O tom mais conciliador entre o Palácio do Planalto e líderes dos partidos na Câmara, nas negociações para aprovar a reforma, contribuiu para aliviar as preocupações dos investidores", avalia Vitor Suzaki, analista da Lerosa Investimentos. Entretanto, na reta final do pregão, a notícia de que o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin determinou a abertura de inquérito contra nove ministros do governo de Michel Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", aumentou o nervosismo do mercado.
Reações: