31 março 2017

SÃO PAULO: Blitz em hospitais flagra paciente amarrado e remédio vencido

Uma vistoria surpresa do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) encontrou diversas irregularidades em unidades municipais de saúde pelo Estado nesta quinta-feira (30). Os fiscais do TCE acharam problemas como estocagem de remédios fora das condições adequadas, medicamentos vencidos, aparelhos novos em desuso, ponto de profissionais preenchido com antecipação e até um paciente amarrado a uma maca. Foram vistoriadas 223 unidades de saúde -de um total de 3.126, entre hospitais, UPAs e UBSs-; em 171 municípios paulistas. Para tal, o TCE mobilizou 275 agentes. O relatório parcial divulgado pelo tribunal nesta quarta aponta que o tempo médio entre a chegada de um paciente e o atendimento nas unidades é superior a uma hora -83 minutos. "O cidadão espera quase 1h30 para ser atendido pela triagem e mais 1h para ser atendido pelo médico", afirma o presidente do TCE, Sidney Beraldo.
Reações: