05 março 2017

PEDERNEIRAS: Prefeitura está entre as que usaram o Mais Médicos para cortar gastos

Um levantamento do Ministério da Transparência mostra que muitas prefeituras aproveitaram as contratações do programa Mais Médicos pra demitir outros médicos que já trabalham para o município. O problema é que isso é ilegal. Em Pederneiras, o Mais Médicos chegou para aumentar o atendimento na atenção básica: no posto e no saúde da família. Mas a investigação do Ministério da Transparência constatou que isso não aconteceu. Em uma unidade de saúde, os dois médicos do programa federal chegaram, mas oito médicos que já trabalhavam lá foram transferidos e uma demitida. Isso é proibido pelas regras do Ministério da Saúde. O município que recebe profissionais do Mais Médicos não pode substituir os médicos da equipe e é obrigado a manter - durante a execução do projeto - os médicos não participantes do programa. Na prática, é uma manobra para economizar dinheiro, de acordo com o Ministério da Transparência. “Isso provoca um ganho financeiro pra prefeitura. Ela passa a receber o pagamento daquele profissional do programa Mais Médicos, uma bolsa no valor de R$ 10 mil. E a redução que ela tem ao desligar um médico da Saúde da Família, ela é menor do que esse ganho que ela tem. Ele reduz em cerca de R$ 3 mil”, explica o diretor de auditoria de políticas sociais Victor Godoy Veiga.
(Com informações do G1)

Reações: