08 março 2017

Hospital manterá gravidez de menina de 11 anos vítima de estupro

A maternidade Dona Evangelina Rosa informou nesta quarta-feira (8) que manterá a gravidez de uma menina de 11 anos que foi vítima de estupro. De acordo com o Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual em Teresina (SAMVVIS), a decisão foi tomada considerando que o tempo de gestação está fora do prazo de interrupção legal da gravidez.  “Foi realizada ultrassonografia pélvica que constatou gestação de 25 semanas, feto único, totalmente formado, batimentos cardíacos e formação normal sem nenhuma anormalidade visível. Considerando que a idade gestacional está fora da idade de interrupção legal da gravidez (até 20/22 semanas), sendo que, preferencialmente, a gestação deveria ser interrompida até a 12ª semana, segundo protocolos do Ministério da Saúde, o procedimento de interrupção da gravidez não foi indicado”, informou nota para a imprensa. "Além da medida assegurar os princípios éticos e legais da unidade de saúde e dos profissionais, o serviço declarou também que a não interrupção da gravidez reduz os riscos de mortalidade materna".
Reações: