18 fevereiro 2017

MINAS GERAIS: Estado registra 1.012 notificações de febre amarela

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais divulgou, nesta sexta-feira (17), boletim epidemiológico que registrou 1.012 notificações para febre amarela. Já foram confirmados 220 casos e 78 óbitos. Outros 57 casos foram descartados e mais 96 mortes estão sob investigação. O surto de febre amarela atinge 42 municípios do estado, que têm casos confirmados. Ladainha, com 27 confirmações, e Caratinga, com 21, são as que apresentam o cenário mais alarmante. Em outras 84 cidades há pacientes com suspeitas. Levantamento da Secretaria mostra que 87% dos casos confirmados atingem homens. A febre amarela é causada por um vírus da família Flaviviridae e ocorre em alguns países da América do Sul, América Central e África. No meio rural e silvestre, ela é transmitida pelo mosquito Haemagogus. Já em área urbana, o vetor é o Aedes aegypti, o mesmo da dengue, do vírus Zika e da febre chikungunya. Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão da febre amarela no Brasil não ocorre em áreas urbanas desde 1942. Até o momento, nenhum dos casos em Minas Gerais são considerados urbanos pelos órgãos públicos.
Reações: