.

.

LENÇOIS PAULISTA: Polícia prende 20 ligados ao tráfico


Megaoperação de combate ao tráfico de drogas realizada em Lençóis Paulista, sob o comando da Delegacia Seccional de Bauru, resultou na prisão de 20 pessoas, quatro delas em flagrante, e na apreensão de 2,5 quilos de maconha, 600 gramas de cocaína e grande quantia em dinheiro. Durante 60 dias, mais de 100 usuários de entorpecente foram identificados e deverão prestar depoimento para ajudar nas investigações.
As equipes, no total de 70 policiais civis, se reuniram na entrada da cidade, por volta das 5h30 de ontem, e, munidas de 19 mandados de busca e apreensão e de prisão temporária, percorreram 13 bairros diferentes, entre eles o Núcleo Habitacional Luiz Zillo, jardim Maria Luiza, vila São João, jardim Cruzeiro, Cecap e Centro. 
Além de drogas, foram apreendidos seis veículos, entre eles quatro motos, aparelhos celulares, uma munição calibre 40 e uma espingarda. Do total de detidos na operação, três já estavam presos, entre eles o professor Moacir José de Moura Junior, 29 anos, e A.S., 26 anos, conhecido por “Japonês”, que ‘gerenciava’ franquias do tráfico em bares.
O delegado titular de Lençóis Paulista, Luiz Cláudio Massa, conta que, apenas ontem, foram detidas 17 pessoas, entre elas quatro mulheres, além de dois adolescentes, que foram ouvidos e posteriormente liberados. Outros dois homens, que também estavam com a prisão temporária por trinta dias decretada, não foram localizados em suas residências. “Essas pessoas fazem parte de oito grupos diferentes, sem conexão entre si”, revela.
Entre os presos, segundo o delegado, estão um estudante de engenharia de uma faculdade de Bauru, uma funcionária de uma escola particular que oferece cursos profissionalizantes e filhos de empresários do município. “A gente vê que o tráfico de drogas não está escolhendo mais classe social”, ressalta. Com as prisões, a Polícia Civil acredita que o comércio ilegal de drogas na cidade deixe de movimentar, por mês, em torno de R$ 300 mil.
“Essas investigações foram todas filmadas, fotografadas, e nós temos agora um universo de mais de 100 pessoas, que são compradoras de drogas”, diz. “A gente pede para que essas pessoas, quando forem ser ouvidas, falem a verdade porque, se tentarem proteger de alguma forma esses traficantes, elas podem eventualmente ser presas também pela associação ao tráfico”.
Após a conclusão do inquérito, Massa informa que vai solicitar à Justiça a prisão preventiva de todos os envolvidos. Dois homens presos em flagrante com porções de maconha e cocaína foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru. Duas mulheres, também presas em situação de flagrante, foram levadas para a cadeia de Avaí. Os demais, que estavam com a prisão temporária decretada, foram recolhidos à cadeia de Duartina.
(JCnet)